0
0 In Amor Pra Sempre Weddings/ Wedding Planning/ Weddings

Because there are weddings that

This is one of those weddings that leaves a mark. That puts a lump in the throat. Which transports us to the sense of family. Of honesty. Friendship. Anyone who knows Lia and David knows what i’m talking about. The team that was with them to realize this day also knows what I mean.

Several situations define this day. Some are ours alone that we’ll carry in our hearts and souls. Others i can share with you so you can understand that even if everything is well oriented, well laid out, even if everything has been planned in detail, from the earings to the shoes, there is no way to predict the unforeseen!

It’s true! Lia’s dress didn’t want to squeeze! HELP! So many hands trying to pull that clasp that kept packing in the same place! And now?! Undress? Cream? Three pairs of hands: one held and pressed on the top, another pair of hands doing the same down and another pair still pulling that stubborn clasp that there was no way to give in to the wishes of a bride on the verge of a verve attack!

But after treating their hair, the miraculous hands of Pedro Ferreira did magic! Obviously when he said ‘I’ll take care of it’, we all said ‘you will not get it done, we’ve tried everything’, but he was sure it was simple. Three well done pulls.All that he needed to do to get it close! We all learn the technique!

I look forward to an opportunity to put it into practice, but i don’t know if it will work without Pedro’s muscles!

It’s time to go to the aisle. Arm in arm with her father, with the bridesmaids ready in a row. The groom waits and all the guests are certainly half melted despite the water and lemonade served to relieve the heat that was felt.
It’s time. Everything runs as planned. But, where is the bouquet? Not in the brides hands for sure! Ahahaha How could i forget about it? The damm dress left me disoriented. Me and the bride who loved the bouquet and when walking up to the aisle she felt light. I wonder why?

But, it all happend for a reason, and after a more than emotional speech from the mother’s bride, i asked her to give the bride the bouquet and hug her. They both needed that moment.

After all, we didn’t fotget the bouquet. Arm in arm with her father, hands free to squeeze his hands and her mother’s emotional embrace wouldn’t have happened if the bouquet was carried like all the others.

Unique people make unique days. It’s not the flowers or the food. It’s the hugs. The smiles. The friendship. Love. These are the ingredients that turn a simple wedding into a memorable party.

Get Inspired by Lia and Davis’s wedding!

View all galery here!

 

Wedding Planning: Amor Pra Sempre | Photo: Arte Magna | Design, Styling e decoration – Make My Day | Video: Make My Day | Catering: Grandes Encontros | Cake: Vírginia Bolos | Venue: Quinta da Torre Bella | Music: Dj Tó Pena | Lights: Mind The Moment | Hair: Pedro Ferreira | Make up: Bárbara Brandão

 

Este é um daqueles casamentos que deixa marca. Que nos coloca o nó na garganta. Que nos transporta para o sentido de família. De honestidade. De amizade. Quem conhece a Lia e o David sabe do que estou a falar. A equipa que esteve com eles para concretizar este dia também sabe do que falo.

Várias situações marcaram este dia. Algumas são só nossas que levaremos no coração e na alma. Outras posso partilhar convosco para entenderem que mesmo que esteja tudo bem orientado, tudo bem esquematizado, mesmo que se tenha planeado tudo ao pormenor, desde o brinco aos sapatos, não há forma de prever os imprevistos!

É verdade! O vestido da Lia não queria apertar! Socorro! Tantas mãos a tentar puxar aquele fecho que teimava em empancar sempre no mesmo sítio! E agora?! Despe? Creme? Três pares de mãos: um segurava e apertava em cima, outro par de mãos a fazer o mesmo em baixo e outro par ainda a puxar aquele teimoso que não havia maneira de ceder aos desejos de uma noiva à beira de um ataque de nervos!

Mas, depois de tratados os cabelos, as mãos milagrosas do Pedro Ferreira fizeram magia! Óbvio que quando ele disse ‘eu vou já tratar disso.’ todas dissemos ‘não vais conseguir, já tentamos de tudo’, mas ele estava certo de que era simples. Três puxões bem dados e puff. Todas aprendemos a técnica!

Aguardo uma oportunidade para pôr em prática mas, não sei até que ponto é que sem os braços musculados do Pedro a coisa vai funcionar!

Está na hora de avançar para o altar. De braço dado com o pai, com as damas de honor prontas em fila. O noivo aguarda e todos os convidados estão certamente meio que derretidos apesar da água e limonada servida para aliviar o calor que se fazia sentir.

Está na hora. Tudo corre como planeado. Mas, a noiva não trás bouquet! Ahahaha como é possível ter-me esquecido? O vestido deixou-me desorientada. A mim e a ela que adorou o ramo e no momento de desfilar até ao seu amor, quis abraçar o pai e sentiu-se leve. Porque será?

Mas, afinal tudo acontece por uma razão e depois de um discurso mais do que emocionante da mãe da noiva, pedi-lhe para que lhe entregasse o ramo e a abraçasse. Ambas precisavam deste momento.

Afinal, não nos esquecemos do ramo. O braço dado ao pai, as mãos livres para o apertar e o abraço emocionado à mãe não teriam acontecido se o ramo tivesse seguido como todos os outros.

São pessoas únicas que fazem os dias únicos. Não são as flores nem a comida. São os abraços. Os sorrisos. A amizade. O amor. São estes os ingredientes que transformam um simples casamento numa festa memorável.

Vejam todas as fotos aqui!

Inspirem-se!

 

Wedding Planning: Amor Pra Sempre | Photo: Arte Magna | Design, Styling e decoration – Make My Day | Video: Make My Day | Catering: Grandes Encontros | Cake: Vírginia Bolos | Venue: Quinta da Torre Bella | Music: Dj Tó Pena | Lights: Mind The Moment | Hair: Pedro Ferreira | Make up: Bárbara Brandão | Baby Sitting: Baloiço dos Sonhos

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

%d bloggers like this: